Skip to content

Os arquiduques escoceses

abril 1, 2005

Francisco Ferdinando foi o nome do arquiduque cuja morte acelerou a I Guerra Mundial. O mundo nunca mais foi o mesmo. Essa tendência de mudança – com ar de falsa modéstia – foi uma das intenções dos escoceses Alex Kapranos, Robert Hardy, Nicholas McCarthy e Paul Thomson quando usaram o nome de Franz Ferdinand para a banda que tinham criado.
Começaram a ensaiar nos subúrbios de Glasgow, num armazém abandonado a que chamavam o “Chateau”. Depois de serem expulsos de lá pela polícia e de mudarem de local de ensaio por algumas vezes, a banda gravou um EP em 2003, que pretendiam lançar por conta própria. Chamaram a atenção da Domino, uma gravadora independente britânica que lançou o single “The Darts of Pleasure”. Depois de terem vencido alguns prémios musicais, assinaram pela Sony no final daquele ano.
Alex Kapranos disse que numa das músicas da banda (“Come on Home”), eles tentavam soar como uma mistura da disco-music de Donna Summer com a guitarra distorcida instrumental de Link Wray, mas não conseguirma nenhuma das duas coisas. Tentaram parecer Prince, mas logo depois tiraram a conclusão meio óbvia de que o que eles realmente queriam era misturar o estilo e a atitude de diversas bandas e usar no estilo próprio do Franz Ferdinand. O álbum homônimo conseguiu o resultado esperado. A banda lançou o disco mais arejado no ano de 2004 e trouxe uma energia e atitude que não tem nada a ver com o chamado “novo rock” dos Strokes. É muito melhor.
Os membros da banda já disseram que gostariam de fazer álbuns que as mulheres possam dançar ao som dele. Se o objectivo era apenas esse, eles conseguiram muito mais do que o esperado. Para quem ainda não acredita que algo de muito novo e diferente vem aí com o Franz Ferdinand, basta ver alguns video-clips da banda escocesa ou babar num dos mais fantásticos shows do ano. “This Fire” é um single de primeira, “Take me Out” parece duas músicas em uma, “The Dark of the Matiné” tem vocalizações mais do que eficientes, e as onze músicas passam rapidamente. Para mim foi o melhor álbum e o melhor show de 2004. Altamente recomendado.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Guto permalink
    abril 4, 2005 12:01 pm

    Tb acho uma bandinha bem legal!

  2. Marinho permalink
    abril 6, 2005 2:47 pm

    Os clipes são exageradamente bons. A musica ainda nao fez minha cabeça, mas mantenho slots disponíveis para isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: