Skip to content

Tempestade sem querer

abril 29, 2005

A chuva escorre por fora da janela
Meus pecados correm dentro de mim
Ela procura a terra seca e insegura
Eles apenas procuram o teu perdão.

Perguntas pelo meu amor
eu, descomposto, desconverso
Falo do tempo, do frio e do calor

Com a alma molhada e fétida
corro em direção a ti
Me aqueço na sua redenção
perdoo meu próprio pecado

de ter te amado sem intenção.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Tita Aragón permalink
    abril 30, 2005 10:58 pm

    Amar sem intenção… bah… nem sei o que dizer!

  2. Guto permalink
    maio 2, 2005 2:01 pm

    Vc profetizou o meu final de semana. Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: