Skip to content

Existência cromática

junho 3, 2005

Sobreviveu a muitas coisas, mas sentia que desta vez poderia não conseguir ultrapassar aquela fase. Estava sem emprego, sem amor e sem rumo, numa estrada não-sinalizada, apenas com um semáforo vermelho à sua frente. A cada dia que passava, obervava que os tempos de vermelho daquele sinal eram mais longos. Mesmo quando sua vida estava parada no meio de um engarrafamento, entre carros e pessoas xingando-se mutuamente, sentia-se sozinho e mergulhado dentro do silêncio de uma vivência sofrida. Já ouvira falar que os road movies eram uma metáfora da vida, mas nunca imaginou que a sua própria vida fosse um verdadeiro filme de aventuras numa estrada desconexa.
Quando perdeu o emprego, no começo de tudo, acordou sozinho numa manhã de sol. Ela havia ido embora e ele se sentiu desorientado. A caminhada tornou-se mais difícil mas nem por isso mais impossível, pensava ele. Mas com o passar dos dias e das mesmas manhãs de sol, vieram as noites de chuva. E todos sabemos como nos sentimos nas noites de chuva. Os trovões e relâmpagos iluminavam a parte solitária da sua existência, mas não o suficiente para o guiar para fora daquele mundo viciado e vencido.
Em mais uma manhã de sol molhado pela noite de chuva, acordou e olhou pela luz que entrava pela cortina do seu quarto. Era laranja. Era azulado. Com alguma sorte e um pouco de esforço até poderia fantasiar que era um verde. O verde para seguir em frente com a sua existência. Possivelmente significava um avanço curto, um arranque para o desconhecido. Não hesitou. Curvando o corpo para o lado, levantou-se da cama e se dirigiu à moldura da janela. Olhou para o céu azul e imaginou que a sua fuga poderia ser para cima. Não para o vermelho proibido ou para o verde tentador, mas para o azul da incerteza. Talvez lá de cima as noites de chuva pareçam mais belas.

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Mariana R. - ou o que resta dela (ihihihi) permalink
    junho 4, 2005 4:33 am

    Amei!Muito! Nem consegui deixar de escrever aqui pra te mandar um email… Eu já tinha gostado do post passado, coisas que parecem que eu mesma escrevi. Minha semana foi turbulenta… Muitos obstáculos, muitos… Parece que tudo vai dar certo mas ainda não chegou ao fim… Vontade de falar com você… Beijos e abraços

  2. Aline permalink
    junho 4, 2005 6:41 pm

    Bah, gostei desse. Muito bom, mesmo. 🙂
    Beijão!

  3. Carol permalink
    junho 5, 2005 8:24 pm

    Adorei!
    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: